Como desviar do intenso movimento de fim de ano

Regiões comerciais e pontos de decoração natalina de SP atraem grande fluxo de pedestres e carros; CET indica rotas alternativas a motoristas

, O Estadao de S.Paulo

15 de dezembro de 2008 | 00h00

É bom se programar antes de sair para as compras ou mesmo para fazer o famoso tour pela decoração natalina de São Paulo. Essas regiões registram trânsito intenso nesta época do ano e o passeio pode virar uma tortura. Para organizar o excesso de carros e pedestres, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) implantou a Operação Natal 2008. Além da sinalização reforçada, com cones e faixas, e do contingente extra de marronzinhos, a CET tem interditado momentaneamente algumas vias, como fez anteontem na Avenida Pedro Álvares Cabral, onde está a árvore de Natal do Ibirapuera, zona sul.Os trechos passíveis de interdição já estão determinados. Na região da 25 de Março, são as Ruas Barão de Duprat, Carlos de Souza Nazareth e da Cantareira, de segunda à sexta-feira, das 10 às 18 horas, e aos sábados, das 10 às 13 horas. No Brás, evite ir de carro ao Largo da Concórdia, Avenida Rangel Pestana e às Ruas Maria Marcolina, Oriente, Miller, João Teodoro, Barão de Ladário e Silva Teles, porque das 4 às 18 horas estão sujeitas a interdições.No Bom Retiro, o mesmo ocorre nas Ruas José Paulino, Prates, Ribeiro de Lima, da Graça, Professor Cesare Lombroso, Aimorés e Silva Pinto, das 7 às 18 horas. Prefira as rotas alternativas. O transporte público, caso do metrô, é o mais indicado.Outra dica para quem vai de carro para a região da Rua 25 de Março, local que no sábado registrou mais de 1 milhão de consumidores, é evitar os principais eixos de acesso, as Avenidas Tiradentes e 23 de Maio, segundo Eduardo Macabelli, superintendente de Engenharia de Tráfego. "Se possível, ligue o rádio para saber como está o trânsito."Há 24 pontos geradores de trânsito nesta época, quatro deles concentram um terço de todo efetivo da CET disponibilizado para Operação Natal. A área que vem recebendo mais atenção é a da Avenida Pedro Álvares Cabral, onde estão 21 marronzinhos. Em segundo lugar vem a região da Rua 25 de Março (18), seguida pelo Brás (17), e Bom Retiro (13).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.