'Como no futebol, podemos conversar após o primeiro jogo'

ENTREVISTAS

, O Estado de S.Paulo

24 de setembro de 2010 | 00h00

José Fogaça, EX-PREFEITO DE PORTO ALEGRE, CANDIDATO DO PMDB AO GOVERNO DO ESTADO

José Fogaça (PMDB), 63 anos, ex-prefeito de Porto Alegre, disputa o governo do Estado pela segunda vez.

Qual é o seu projeto?

São três linhas: recomposição dos serviços públicos, foco no desenvolvimento regional e relações federativas solidárias com o governo federal e municípios.

Em que a sua proposta é melhor que a dos concorrentes?

Capacidade de trabalhar com todas as forças políticas de maneira solidária e convergente.

Qual é a sua estratégia na reta final da campanha?

Acelerar e intensificar a mobilização dos instrumentos políticos que temos, como mais de 200 prefeitos e de 180 vice-prefeitos e milhares de vereadores.

Em caso de segundo turno o senhor pode se aliar a uma candidatura à presidência?

Como no futebol, só podemos pensar no outro time depois de terminar o primeiro jogo.

A propaganda da governadora Yeda Crusius tem acusado o senhor de apresentar projetos que já estão em andamento.

Se trata de intensificação do que é feito. Mantém o bom e melhora o necessário. Fernando Henrique fez o Bolsa Família para dois milhões e Lula ampliou para 12 milhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.