Compras de Natal e férias complicam o trânsito

A cidade teve, nesta terça-feira, um dia de trânsito complicado. Às 19 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava 131 quilômetros de congestionamento.No mesmo horário da terça-feira passada, o índice chegava a 102 quilômetros. O gerente de tráfego da CET na região central, Sebastião Muniz, atribuiu o aumento à maior circulação de veículos e pedestres por conta de compras de Natal.Segundo Muniz, no horário de entrepico - entre 9h30 e 16h30 - o movimento também aumentou bastante. "As pessoas saíram de férias, mas ainda não viajaram. Assim, aproveitam o tempo livre para comprar presentes e ir a restaurantes e cinemas", analisou.A média histórica nesses horários, entre os picos da manhã e da noite, de acordo com o técnico, é de 40 a 60 quilômetros de congestionamento. Às 9h30 desta terça já chegava a 72 quilômetros.Para tentar organizar o trânsito nas proximidades dos centros de compras, de acordo com Muniz, a CET lançou no dia 2 a Operação Natal nos 26 principais shoppings da cidade e em vias comerciais, como a Rua 25 de Março, na região central. A operação vai até a véspera do Natal."Colocamos marronzinhos e funcionários das frentes de trabalho da Prefeitura para fazer a Operação Travessia", explicou. Repetida também nos shoppings, a medida tem por objetivo facilitar o acesso de veículos e proteger a passagem de pedestres.O tráfego intenso nas Marginais do Pinheiros e do Tietê testou a paciência do economista Paulo Athanasio. Às 8h30, a quantidade de carros nas duas vias acabava com o bom humor de qualquer motorista. "Não tem jeito, dezembro é trânsito certo" afirmou. "Para completar, está tudo uma buraqueira só, e os faróis, sem sincronização."Acostumado a enfrentar grandes congestionamentos, o taxista Hilton Pereira dos Santos mudou há três anos o horário de trabalho. Ele começa a procurar passageiros às 4h30 e encerra o expediente por volta das 17h30. "É a maneira de fugir do trânsito pesado da tarde", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.