Concluída no Canadá a transcrição de dados de caixas-pretas de aviões

Terminou nesta segunda-feira, em Ottawa, a cópia de todos os dados de três das quatro caixas-pretas do Boeing 737-800, da Gol Linhas Aéreas, e do jato Legacy, da ExcelAir, fabricado pela Embraer. A informação foi confirmada pelo coronel Rufino Antônio da Silva Ferreira, que preside a comissão que investiga a tragédia do vôo 1907. "Agora, aguardamos a chegada de uma boa notícia do Brasil", disse Ferreira. O coronel refere-se à ao cilindro de voz do Boeing da Gol, que ainda não foi encontrado. Enquanto a outra caixa-preta do Boeing não é localizada, Ferreira continua trabalhando nas análises dos dados, nos laboratórios do Conselho de Segurança dos Transportes do Canadá (Transportation Safety Board). "O trabalho de análise é dinâmico", explicou Ferreira. "Estamos aproveitando o tempo para aprofundar ainda mais as análises."Com os dados das três caixas-pretas, os técnicos do Conselho de Segurança dos Transportes criaram gráficos e animações que, segundo o coronel Rufino Ferrira, "são muito próximas da realidade". Todo esse material vai ser levado ao Brasil para ser analisado com mais profundidade e comparado a outras informações.Quando o cilindro de voz for achado, ele será enviado imediatamente ao Canadá. Segundo Ferreira, "as informações do cilindro de voz nos ajudariam a cruzar outros dados para, depois, fazermos determinadas afirmações."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.