Condenado a 10 anos suspeito de roubar Vale no PA

O juiz federal de Marabá, no sul do Pará, Carlos Henrique Haddad, condenou nesta quarta-feira, 5, a dez anos e seis meses de prisão um homem acusado de roubar 289 quilos de ouro da Companhia Vale do Rio Doce, em novembro de 1999, durante assalto no aeroporto da Serra dos Carajás. Fabiano Souza Menezes é suspeito de integrar uma quadrilha de dez bandidos que atacou um helicóptero da empresa e destruiu a tiros de escopeta equipamentos de comunicação da Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero). Depois de roubar o ouro, o bando dominou a tripulação de um avião que estava na pista e fugiu. O outro denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF), Francisco das Chagas David dos Santos, morreu durante uma troca de tiros em Imperatriz, no Maranhão. Ambos foram acusados de roubo, seqüestro, cárcere privado e dano ao patrimônio público. A defesa de Menezes alegou que contra ele não havia provas de participação no roubo, afirmando que a acusação era improcedente. O grupo estava encapuzado durante o crime. De acordo com a sentença, as conseqüências do crime de roubo foram grandiosas, porque se subtraíram 289 quilos de ouro. Quanto ao seqüestro e dano do patrimônio, ele como os define como "conseqüências mais brandas, porque a supressão da liberdade teve curta duração e os equipamentos atingidos pelos projéteis foram poucos".

CARLOS MENDES, Agencia Estado

05 Setembro 2007 | 16h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.