Condenado a 70 anos é detido em Taipas

Dono de uma ficha criminal com mais de 10 metros de comprimento, Anderson de Souza Abreu, de 29 anos, o Caveirinha, foi recapturado anteontem à noite por investigadores do 74º DP (Parada de Taipas). O criminoso, apontado pela Polícia Civil como integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC), é condenado a 70 anos por seis homicídios e estava foragido desde 18 de dezembro de 2006. Os policiais investigavam o paradeiro de Caveirinha havia dois meses. A equipe de investigadores do delegado titular José Eduardo Verano Navarro, do 74º DP, recebeu a informação de que o criminoso vivia escondido e com nome falso entre os bairros de Parada de Taipas e Perus, ambos na zona norte da capital.

Josmar Jozino, O Estadao de S.Paulo

11 de setembro de 2009 | 00h00

Na noite de anteontem, os policiais fizeram diligências na Rua Amaravoti e, na altura do número 460, nas proximidades da Favela da Arábia, Sítio do Jaguaré, conseguiram prender Caveirinha. O criminoso estava desarmado e não resistiu. Ele alegou que não tinha antecedente criminal e apresentou carteira de identidade falsa em nome de José Francisco da Silva Santos. A Polícia Civil colheu as impressões digitais de Caveirinha e confirmou o nome verdadeiro do assassino. Além de ser recapturado, ele foi autuado em flagrante por uso de documento falso. Na mesma noite, o criminoso foi transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de São Bernardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.