Condenado homem que confessou assassinato de 12 crianças

O paranaense Adriano da Silva, 28 anos, foi condenado nesta terça-feira por mais um dos 12 assassinatos de crianças e adolescentes no Rio Grande do Sul. Ele confessou os crimes quando foi preso, em janeiro de 2004. As mortes, cometidas em série, sempre contra meninos pobres, revoltaram os moradores das cidades de Soledade, Passo Fundo, Sananduva e Lagoa Vermelha, por onde Adriano passou entre 2002 e 2003 se apresentando como biscateiro.Desta vez Adriano respondeu pela morte e ocultação de cadáver de Luciano Rodrigues, de nove anos, e foi condenado pelo juiz Sebastião Marinho a 21 anos, 10 meses e 20 dias de prisão, que se somam aos 50 anos e oito meses que já estava cumprindo pelas mortes de Alessandro Silveira, de 13 anos, e Júnior dos Reis Loureiro, de dez anos. O biscateiro ainda terá pelo menos cinco julgamentos pela frente, todos a serem marcados para 2007. Um deles, pelo assassinato de Leonardo dos Santos, de oito anos, chegou a começar, em outubro, mas foi suspenso porque um jurado passou mal, e também será retomado no ano que vem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.