Condenado por morte de Tim Lopes fugiu de presídio no Rio de Janeiro

Claudino Coelho, o Russão, fugiu pelo esgoto com outros 30 detentos; 4 já foram recapturados

Fábio Grellet,

04 Fevereiro 2013 | 20h34

RIO DE JANEIRO - Um dos 31 detentos que fugiram domingo, 3, do Instituto Penal Vicente Piragibe, no Complexo Penitenciário de Gericinó, em Bangu, zona oeste do Rio de Janeiro, cumpria pena pelo assassinato do jornalista Tim Lopes, em 2002.

Claudino dos Santos Coelho, também conhecido como Russão, integrava a quadrilha do traficante Elias Maluco. Outros dois condenados por esse crime já haviam fugido, em ocasiões anteriores. Em 2010, Ângelo Ferreira da Silva se beneficiou da progressão de pena e saiu pela porta da frente do mesmo presídio. Em 2007, Elizeu Ferreira de Souza se aproveitou do mesmo benefício e também fugiu.

Os detentos que fugiram domingo cavaram um túnel que deu acesso à tubulação do esgoto. Quatro detentos foram recapturados. O secretário estadual de Administração Penitenciária, Cesar Rubens Monteiro de Carvalho, admitiu que houve falha na segurança e que está sendo investigado se algum funcionário do instituto penal colaborou com os detentos.

Mais conteúdo sobre:
Tim Lopes

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.