Condimento achado no lixo mata criança na Bahia

Um ensopado de frango e arroz temperados com condimentos catados no lixo pelo desempregado José Carlos dos Santos, de 49 anos, causou a morte de uma filha e intoxicação grave em outras quatro crianças. O fato ocorreu ontem à noite na Avenida Suburbana. Santos foi preso sob acusação de negligência e as crianças precisaram ser internadas no centro antiveneno do Hospital Geral do Estado (HGE), mas tiveram alta hoje de manhã.Para alimentar sua numerosa família, Santos costumava pegar restos de alimentos junto com outros catadores num lixão do frigorífico Frimasa, situado no inicio da rodovia BR-324 (Salvador/Feira de Santana). No final de semana ele achou um pacote de condimentos, onde havia porção de nitrato e nitrito de sódio (usado no processo de industrialização de carne).Pensando tratar-se de sal, Santos entregou os condimentos à mulher, Ana Ferreira, de 24 anos, que preparou a comida e serviu às cinco crianças do barraco: Ana Carla, de 3 anos, sua irmã Carolaine, de 5, seu irmão Wellington, de 9, e os primos Uelton dos Santos de 13 e Uelton Carlos de 14. Logo após a refeição, começaram a passar mal. "Estava com um gosto muito ruim" disse Wellington.As crianças foram levadas primeiro para o Hospital João Batista Caribé no Subúrbio Ferroviário. Lá os médicos constataram que a garotinha Ana Carla não havia resistido à intoxicação. Os outros foram transferidos para o HGE e medicados. Restos da comida estão sendo analisados pelo Departamento de Polícia Técnica de Salvador.

Agencia Estado,

28 de julho de 2003 | 13h26

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.