Condomínio em que mora vice-governador do Rio é assaltado

Três homens armados assaltaram nesta de madrugada uma casa no condomínio Jardim Itanhangá, na zona oeste do Rio - o mesmo onde mora o vice-governador do Estado, Luiz Paulo Conde. Os bandidos, que chegaram a pé, renderam os moradores, o casal Marcelo Joaquim Ferreira e Cristiane Corte Real Ferreira, e a filha deles, de 11 anos, e chegaram a balear Cristiane, de raspão. Os ladrões fizeram toda a família refém por cerca de uma hora. A mulher foi ferida porque estava no banheiro e, ao se dar conta da presença dos criminosos, tentou ficar escondida lá. eles dispararam dois tiros e uma bala atingiu seu braço esquerdo. Cristiane foi medicada e passa bem. O marido levou coronhadas na cabeça; a filha teve as mãos imobilizadas com fita crepe, para que não tentasse pedir socorro. Na fuga, os assaltantes obrigaram Ferreira a levá-los, em seu carro, um Peugeot, até a favela da Rocinha, em São Conrado. Eles não chegaram a ficar com o automóvel. Fugiram com cartões de crédito, jóias, talões de cheque, aparelhos de telefone celular e de DVD. Tudo foi colocado em mochilas. A polícia foi acionada às 5 horas e não conseguiu prendê-los. O condomínio tem casas de altíssimo padrão. Conta com segurança privada, que inclui vigias, carros e câmeras. As imagens já foram solicitadas pela polícia, mas os investigadores já disseram que não são muito nítidas. Os seguranças não perceberam a ação. A Associação de Moradores do Jardim Itanhangá não quis se manifestar. O vice-governador não foi encontrado para dar entrevista. Conde mora ali há mais de 40 anos. O loteamento é grande e a residência dele fica bem distante da casa assaltada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.