Confirmado primeiro caso de dengue hemorrágica de SP

A Vigilância Epidemiológica de Presidente Prudente, no interior de São Paulo, confirmou o primeiro caso de dengue hemorrágica originada no Estado deste ano. Trata-se de um homem, que foi internado no setor de infectologia do Hospital Universitário da cidade na segunda quinzena de fevereiro, mas já recebeu alta.A coordenadora da vigilância de Presidente Prudente, Vânia Maria Alves da Silva, o município fez operação de bloqueio e pulverizou as casas da região de moradia do paciente. "Este é o único e primeiro caso da hemorrágica em Prudente", disse. No ano passado, o município, que possui 44 casos da dengue clássica confirmado, teve um óbito, de um paciente que morreu de dengue clássica com complicações cardíacas.Vânia disse que o caso suspeito de dengue hemorrágica foi passado para a vigilância estadual assim que o paciente foi internado, mas somente ontem ficaram prontos os exames do município que confirmaram a classificação da doença. No entanto, para a Secretaria do Estado de Saúde, o Estado não possui casos confirmados de dengue hemorrágica, apenas 18 suspeitos. BirigüiDois pacientes, uma dona de casa de 51 anos e um adolescente de 14, que morreram na semana passada em Birigüi, no interior do Estado, com suspeita de dengue, estavam mesmo com a doença, de acordo com os primeiros exames sorológicos. O material foi enviado a São Paulo e a Belo Horizonte para novos exames que vão confirmar ou não se os dois morreram mesmo por causa da doença.Além dos casos de Birigüi, as mortes de uma aposentada em Andradina, no final de fevereiro, e de um rapaz de 18 anos, hoje, em Araçatuba, também aguardam a confirmação. Nos casos de Birigüi e no de Andradina, os pacientes morreram de complicações cardíacas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.