Confronto termina com 3 mortos e 2 feridos no Rio

Tiroteio durou quase duas horas no Complexo da Maré; duas pistolas e duas bombas foram apreendidas

Ricardo Valota e Paulo Maciel, Central de Notícias

05 de março de 2009 | 04h33

Um tiroteio entre supostos traficantes e policiais militares terminou, após quase duas horas, com três mortos e dois feridos na Favela Nova Holanda, no Complexo da Maré, na zona norte da capital fluminense, na madrugada de quinta-feira, 5. Duas pistolas e duas bombas caseiras foram apreendidas com os dois suspeitos mortos.

 

Com o auxílio do Caveirão, veículo blindado da PM, os policiais foram até um prédio de quatro andares, no interior da favela, onde, segundo denúncia, funciona um ponto de comércio de drogas. Três pessoas foram baleadas. Segundo os policiais, duas delas seriam traficantes e participaram do confronto. Um terceiro baleado, Renan Costa, 18 anos, segundo parentes, não teria se envolvido no confronto. Mesmo levado pelos familiares ao Hospital Geral de Bonsucesso, o rapaz não resistiu aos ferimentos e morreu.

 

Também foi baleado no tiroteio o soldado Anderson Souza de Matos, 32 anos. Já o soldado Cláudio Rogério Santa Marques, 30, ficou ferido em um dos ouvidos durante a explosão de uma granada. Ambos seguem internados no Hospital Central da Polícia Militar. O caso está sendo registrado na 37ª Delegacia, da Ilha do Governador.

Tudo o que sabemos sobre:
Rioviolênciaconfronto policialdrogas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.