Confucio Moura, do PMDB, vence com o apoio do PT

Ex-prefeito de Ariquemes por dois mandatos, Moura derrotou o candidato reeleição,João Cahulla, do PPS

Gabriela Cabral ESPECIAL PARA O ESTADO PORTO VELHO, O Estado de S.Paulo

01 Novembro 2010 | 00h00

RONDÔNIA

Rondônia elegeu Confúcio Moura (PMDB) para governar o Estado pelos próximos quatro anos. Ele obteve 58,68% dos votos, ante 41,32% de João Cahulla, do PPS.

No primeiro turno, além de Cahulla, Confúcio disputava o cargo com o ex-senador Expedito Júnior (PSDB), o ex-deputado federal Eduardo Valverde (PT) e Marcos Sussuarana (PSOL). Com a ida para o segundo turno, a campanha de Confúcio recebeu a adesão do PT e de Expedito Júnior, que resolveu manifestar apoio sozinho - o PSDB, ao contrário, aderiu à campanha de João Cahulla.

A votação no Estado recebeu reforços da Força Nacional nos dois turnos. Segundo a coordenadora de segurança das eleições, Lia Maria Araújo Lopes, a necessidade das tropas federais se deu por problemas fundiários. No Estado, 13 pessoas foram detidas vendendo ou consumindo bebidas alcoólicas e foram liberadas após a assinatura de um termo circunstanciado. Em Alta Floresta, um homem foi preso por transporte irregular de eleitores. Um total de 23 urnas apresentou problema e todas foram substituídas em 19 municípios.

Ex-prefeito. Confúcio Aires Moura é médico e foi prefeito de Ariquemes por dois mandatos. Sua campanha para o governo foi marcada por críticas severas ao atual governo de João Cahulla (PPS), que assumiu no lugar de Ivo Cassol (PP), eleito senador no último dia três.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.