Divulgação
Divulgação

AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Confundido com estuprador, homem é espancado e esfaqueado

Universitária de 19 anos, vítima da violência no dia 9 de maio, disse que seu agressor é completamente diferente do rapaz agredido

Lucas Azevedo, Especial para O Estado de S. Paulo

03 de junho de 2016 | 12h49

PORTO ALEGRE - Um homem ainda não identificado foi espancado e esfaqueado por populares depois de ser confundido com um suspeito de estupro. A violência aconteceu na noite dessa quinta-feira, 2, no bairro Jardim do Salso, na zona leste de Porto Alegre. A vítima está hospitalizada, e ninguém foi preso até o momento.

Há cerca de um mês, uma mulher foi estuprada na mesma região, próxima ao campus central da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Um retrato falado do estuprador foi feito pela polícia e está sendo divulgado pelas redes sociais.

Entretanto, segundo a delegada da Delegacia da Mulher, Tatiana Barreira Bastos, que investiga a agressão, a vítima do estuprador não reconheceu o homem ferido ontem como sendo seu agressor. Pelo contrário. De acordo com ela, eles são completamente diferentes um do outro.

Mesmo ferido, o homem conseguiu se desvencilhar dos seus agressores e procurar ajuda em um centro desportivo. Lá, a polícia foi chamada e o encaminhou ao hospital Cristo Redentor, onde ele permanece internado.

"Não é a primeira pessoa confundida com ele. Foi um inocente agredido, esfaqueado", destaca a delegada.

A vítima do estupro, uma universitária de 19 anos, foi atacada no dia 9 de maio. Ela foi seguida pelo seu agressor que estava dentro do mesmo ônibus. Conforme seu relato, o suspeito a levou até uma praça próxima, onde a abusou e a agrediu.

Tudo o que sabemos sobre:
PORTO ALEGRE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.