Congestionamento nas estradas de SP diminui durante a tarde

Os motoristas que seguiam no início da tarde desta sexta-feira da capital para o litoral sul de São Paulo e Estado do Paraná enfrentaram mais de 50 quilômetros de trânsito lento na Rodovia Régis Bitencourt (BR-116). As outras principais rodovias de São Paulo já estavam livres de congestionamentos durante a tarde. No fim do dia, não havia registro excesso de veículos em nenhuma via importante do Estado.De acordo com as concessionárias, as rodovias possuíam plena visibilidade, sem pontos de neblina, e não há trechos de congestionamento.De acordo com a Ecovias, operadora do sistema Anchieta-Imigrantes, desde às 0h do dia 16, cerca de 212 mil veículos já passaram pelo sistema com destino ao Litoral Sul do Estado. A Assessoria de Comunicação da concessionária informou ainda que não foi registrado nenhum acidente grave e, durante todo o feriado, entre 280 mil e 445 mil veículos utilizarão o sistema.A AutoBan, administradora das rodovias Anhangüera e Bandeirantes, informa que não há nenhum ponto de lentidão. A concessionária estima que aproximadamente 290 mil veículos utilizem suas pistas durante o feriado, deixando a cidade de São Paulo.Na NovaDutra, concessionária da Rodovia Dutra, a informação é de que o tráfego foi mais intenso no sentido São Paulo para o Rio de Janeiro durante a noite de quinta-feira, quando 7 mil automóveis passaram por hora no sistema. Na manhã de sexta, esse volume foi de cerca de 4 mil veículos por hora. A administradora estima que o movimento de retorno do paulistano à capital será intensificado na segunda-feira, entre 14h e 22h.Nas rodovias Raposo Tavares e Castelo Branco o movimento de veículos de sexta-feira ficou acima do esperado pela concessionária ViaOeste. Até as 15h30, 51 mil veículos já tinham utilizado o sistema, apesar de a estimativa da concessionária para todo o dia ser de 50 mil automóveis. Não foi registrado nenhum acidente grave pela ViaOeste neste sábado.Trecho mais lentoNa Régis Bitencourt, segundo a Polícia Rodoviária Federal, o problema foi causado pelo estreitamento de pista existente na Serra do Cafezal, em Juquitiba, e pelo excesso de veículos.O trânsito começou a melhorar no início da tarde. às 15 horas, embora o tráfego ainda fosse intenso, já não havia congestionamento, segundo a Polícia. O projeto de duplicação do trecho simples da rodovia depende de recursos do governo federal. As obras no trecho da serra enfrentam, ainda, um embargo promovido pelos ambientalistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.