Congonhas tem situação normal; 17,2% dos vôos têm atrasos

Boletim parcial divulgado pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero) informa que, até às 9 horas desta terça-feira, 27, 17,2% dos vôos programados nos aeroportos do País tiveram atrasos superiores a 45 minutos. Dos 406 vôos agendados, 70 foram afetados pelos atrasos. No dia em que começaram as obras da pista auxiliar do Aeroporto de Congonhas, com previsão de conclusão em quatro meses, o terminal aeroportuário mais movimentado do País verificou nove atrasos no período da manhã. No total, segundo o site da Infraero, sete chegadas e duas partidas apresentaram atrasos superiores a uma hora. Um vôo da companhia aérea Varig, por exemplo, estava previsto para as 9 horas, mas foi reprogramado para as 11 horas. No Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, sete vôos apresentavam atrasos. No Aeroporto de Curitiba, que ficou fechado por três horas na manhã desta terça-feira, por conta de um forte nevoeiro, cerca de seis vôos verificaram atrasos. No Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, doze vôos registravam atrasos, de acordo com o site da Infraero. Já no Aeroporto Santos Dumont, também no Rio, não havia registros de vôos atrasados. No Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, em Brasília, dois vôos tiveram atrasos. Reforma A reforma da pista auxiliar no Aeroporto de Congonhas visa readequar o asfalto da pista para que seja autorizado o uso para pousos e decolagens de aeronaves de portes maiores. Durante o período das obras, o aeroporto paulista estenderá o horário de funcionamento. O Aeroporto de Congonhas, que funciona normalmente das 6h30 às 23 horas, está autorizado a funcionar das 5h30 às 0h30. Por conta das obras, as companhias aéreas tiveram que readaptar seus horários de vôos, conforme requisição da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Segundo a agência reguladora, 129 vôos comerciais tiveram de ser alterados, que corresponde a 20% do movimento total no aeroporto paulista, que tem aproximadamente 645 movimentos diários. Das companhias que operam vôos regulares em Congonhas, somente a TAM, a Gol, a Pantanal e a Varig tiveram parte dos horários da malha alterados. Os vôos charter (fretados) estão proibidos de utilizar Congonhas durante a semana. Entretanto, segundo a Anac, nos finais de semana poderão operar, caso haja disponibilidade de horários. Pista Principal Após a conclusão das obras da pista auxiliar, deverá ser iniciada as obras da pista principal. No entanto, está marcada uma audiência pública em 19 de março para discutir esta outra etapa das obras no Aeroporto de Congonhas. Conforme determinação da Anac, atualmente, a pista principal é obrigada a fechar cada vez que, em decorrência das fortes chuvas, a lâmina de água acumulada na pista seja superior a 3 milímetros. Nos últimos dois dias, o Aeroporto de Congonhas teve que ser fechado por conta das fortes chuvas, o que implicou em atrasos.

Agencia Estado,

27 Fevereiro 2007 | 11h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.