Consórcio afirma que não há riscos nas obras da Linha 4

O Consórcio Via Amarela, responsável pelas obras da Linha 4-Amarela do Metrô de São Paulo, enviou comunicado nesta quarta-feira, 21, assegurando que não há riscos na obra. O comunicado diz que as notícias veiculadas pela mídia estariam trazendo conclusões "equivocadas" sobre a segurança das obras. "O noticiário recente sobre a Linha 4 do Metrô tem divulgado documentos que, retirados do seu contexto técnico, levam a conclusões equivocadas sobre a segurança das obras", afirma. E emenda: "Tratadas como denúncias, essas informações causam intranqüilidade à população." O Consórcio Via Amarela afirma que os relatórios de não conformidade são fichas técnicas que "fazem parte dos procedimentos normais de uma obra" e ressalta que não há riscos. "A existência de não conformidades até agora existentes não significa nenhum risco à obra", reitera. Para o Consórcio, a existência destas não conformidades demonstra que houve fiscalização e, quando necessário, correção. No total, de acordo com o comunicado, há 12 ocorrências de não conformidade, que, entretanto, "não colocam em risco a segurança da obra." "Todas as demais não conformidades ocorridas ao longo do contrato já foram resolvidas e comunicadas ao Metrô. Portanto, reafirmamos a segurança dos procedimentos ao longo da obra da Linha 4", garante o Consórcio. O Consórcio Via Amarela é integrado pelas empreiteiras Odebrecht, Queiroz Galvão, Camargo Corrêa, OAS e Andrade Gutierrez. As obras da linha 4 tiveram repercussão intensa após o desmoronamento no canteiro de obras da futura Estação Pinheiro no dia 12 de janeiro deste ano. O acidente resultou na morte de sete pessoas. A Linha 4-Amarela do Metrô voltou a ganhar destaque na mídia na semana passada, após a divulgação de um laudo que apontava falha de soldagem na futura estação Fradique Coutinho.

Agencia Estado,

21 Fevereiro 2007 | 19h12

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.