Cônsul de Portugal no Ceará é vítima de seqüestro

O cônsul de Portugal no Ceará, Francisco Neto da Silva Brandão, foi vítima de um seqüestro relâmpago, nanoite de ontem, no bairro da Aldeota, área nobre de Fortaleza. Ele chegou a ficar por duas horas com os seqüestradores.De acordo com a polícia cearense, Brandão estava em seu Jeep-Vitara, (placas HW 4377), na Rua Ana Bilhar próximo aocruzamento da Avenida Desembargador Moreira, por volta das 19 horas, quando foi abordado por dois jovens armados comrevólveres.Os bandidos entraram no carro e levaram o cônsul como refém. A intenção deles era de conduzir a vítima até um caixaeletrônico para saque de dinheiro. Após circular por algumas ruas em busca do caixa, os seqüestradores foramconvencidos por Brandão a desistirem da idéia. Em troca da liberdade, o cônsul disse ter oferecido aos bandidos o carro e algunspertences que estavam dentro dele. Proposta aceita pelos dois jovens, que fugiram em seguida. O carro foi encontrado pela políciaainda na noite de ontem, mas os seqüestradores ainda estão sendo procurados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.