Consulado dos EUA de SP inicia identificação biométrica

O Consulado dos Estados Unidos em São Paulo vai incluir a partir da próxima terça-feira, dia 17, a identificação biométrica do viajante no processo de solicitação e emissão de vistos. A medida entrou em vigor no Consulado dos EUA em Recife em janeiro e será adotada também pelo consulado no Rio de Janeiro e pela embaixada, respectivamente em março e maio. Durante a entrevista com o agente consular norte-americano, os dois dedos indicadores do solicitante de visto serão escaneados eletronicamente por meio de um processo que não utiliza tinta e dura menos de um minuto.Todos as pessoas que solicitarem vistos terão suas digitais escaneadas, com exceção de crianças menores de 14 anos; adultos acima de 79 anos; e diplomatas e autoridades viajando a serviço do governo. Se a pessoa tiver no passaporte visto válido para o propósito de sua viagem, ela não precisa ir ao Consulado para fornecer impressões digitais. A medida se aplica apenas a quem está tirando visto novo.A medida faz parte do programa US-VISIT, que começou a ser implementado nos principais portos de entrada dos EUA em 5 de janeiro deste ano, com o objetivo de aumentar a segurança tanto de cidadãos norte-americanos como de pessoas que visitarem o país; facilitar viagens e negócios legítimos; assegurar a integridade do sistema de imigração dos EUA; e proteger a privacidade dos visitantes. Trata-se de um esforço coordenado para impedir fraudes no sistema de identificação de viajantes e para ser usado especialmente contra terroristas e outros grupos que possam representar ameaça à segurança dos Estados Unidos.Os EUA começaram a escanear as digitais de solicitantes de visto em setembro do ano passado nas embaixadas do país em Bruxelas, Guatemala e San Salvador, e no consulado geral em Frankfurt. No início de janeiro cerca de 50 embaixadas e consulados norte-americanos já estavam emitindo vistos usando esse sistema. O processo estará em vigor nas embaixadas e consulados dos EUA em todo o mundo até 26 de outubro de 2004.LeiA Lei de Incremento da Segurança de Fronteiras e Reforma dos Vistos de Entrada (U.S. Enhanced Border Security and Visa Entry Reform Act) requer o uso de identificadores biométricos nos vistos dos EUA. A lei estipula que os Estados Unidos devem emitir para visitantes apenas vistos passíveis de leitura ótica, resistentes a alterações e com identificadores biométricos. O método de identificação biométrica inclui uma foto digital e impressões digitais dos indicadores escaneadas eletronicamente.Para mais informações, visite a página da Embaixada na internet: http://brasilia.usembassy.gov/ou ligue para 011-5186-7237.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.