Consulados remarcam para dia 13 entrevistas para obtenção de vistos

Quem tiver dúvidas ou precisar de horário de emergência deve enviar e-mail para a seção consular onde entregou a documentação

O Estado de S. Paulo

01 Agosto 2014 | 22h21

Nesta sexta-feira, 1º, os Consulados dos Estados Unidos em São Paulo, Rio e Recife ficaram praticamente vazios. Apenas os casos prioritários definidos pelos Estados Unidos foram recebidos. As seções consulares informaram que as pessoas que tinham entrevista marcada para o dia 1.º só serão recebidas no dia 13.

Os interessados já foram informados por e-mail. Os solicitantes devem levar uma foto, mesmo que já tenham passado pelos Centros de Atendimento ao Solicitante de Visto (CASVs), onde são coletadas informações biométricas (foto e impressões digitais).

Quem tiver dúvidas ou precisar de um horário de emergência para tirar o visto deve enviar e-mail para a seção consular onde marcou a entrevista inicialmente. Se o caso for de urgência, a pessoa deverá colocar no campo do assunto “solicitação de agendamento de emergência”. No entanto, a Embaixada dos Estados Unidos, em Brasília, alertou que somente emergências reais de natureza humanitária extraordinária serão consideradas para assistência excepcional. 

As seções consulares no Brasil continuam a processar e enviar vistos aprovados, mas o processo pode levar mais do que o prazo normal estabelecido, de dez dias úteis. Com a ampliação dos centros de atendimento (CASVs), porém, o tempo médio de espera neste ano chegou a ser de apenas 48 horas. 

Conforme a representação diplomática no Rio, o agendamento para o dia 13 ocorre porque a data estava livre, uma vez que normalmente não há emissão de vistos às quartas-feiras. Nesta sexta, só foram atendidas pessoas que moram fora do Estado (a representação processa documentos do Espírito Santo, por exemplo) e os casos prioritários. O consulado informou não ter notícia de que alguém que tenha ido ao consulado nesta sexta, seja por casos excepcionais ou por não ter lido a mensagem encaminhada pelo órgão, não tenha sido atendido. 

Os agendamentos feitos para a semana que vem estão mantidos, mas ainda poderão ser suspensos, uma vez que não existe previsão para a solução da pane em todo o mundo. No primeiro semestre, o Consulado dos Estados Unidos no Rio emitiu mais de 136 mil vistos, número inferior apenas ao do Consulado em São Paulo, onde foram emitidos mais de 281 mil vistos de janeiro a junho. /FÁBIO GRELLET

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.