Consulta pública sobre trem-bala é prorrogada para setembro

Projeto prevê trem de alta velocidade que ligue Rio, São Paulo e Campinas; custo estimado é de R$ 34,6 bi

Michelly Chaves Teixeira, Agência Estado

18 Agosto 2009 | 14h16

A consulta pública sobre o projeto de implantação do sistema de Trens de Alta Velocidade (TAV) foi prorrogada para 15 de setembro, informou nesta terça-feira, 18, em sua página na internet, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). O objetivo do trem-bala é fazer o transporte de passageiros entre as cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Campinas.

 

Veja também:

linkTrem-bala entre São Paulo e Rio será privatizado

linkTrajeto do trem-bala do Rio a SP terá oito estações

forumInvestir no trem-bala deve ser prioridade para o País? 

  

 

Na consulta pública que terminaria na noite de segunda, os interessados na construção do trem-bala podem contribuir, sugerir ou sanar dúvidas sobre os estudos de demanda, traçado, operação e custos do projeto. Como lembrou a ANTT, a documentação relativa ao projeto encontra-se disponível nos sites da ANTT (Consulta Pública nº 002/2009) ou do TAV.

 

O projeto do trem de alta velocidade, previsto para iniciar suas operações em 2014, visa interligar as três cidades por meio de um trem com capacidade de desenvolver velocidades superiores a 200 km/h. Estima-se que a construção do trem-bala consuma R$ 34,6 bilhões, conforme estudo encomendado pelo governo à consultoria britânica Halcrow. O valor é 57,4% superior à previsão inicial do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de US$ 11 bilhões, o equivalente a aproximadamente R$ 22 bilhões.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.