Consultora do Idec é nova ouvidora de São Paulo

A partir desta quarta-feira, e por pelo menos três semanas, a Ouvidoria do Município passa a ser coordenada por uma mulher. Nesta terça, o prefeito Gilberto Kassab nomeou a advogada Maria Lumena Sampaio para exercer interinamente o cargo de chefe de gabinete do órgão. O mandato do último ouvidor, Elci Pimenta Freire, terminou na segunda, antes da realização de uma nova eleição para a vaga.Consultora do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) na área de Saúde por dois anos e funcionária do Procon-SP por 18 anos, Maria Lumena afirmou que seu objetivo será manter o atendimento à população e realizar os encaminhamentos necessários para resolver as reclamações. "Vamos fazer com que tudo transcorra com tranqüilidade até que as entidades elejam um ouvidor."O cargo de ouvidor ficou vago porque um decreto de Kassab, publicado em junho, mudou as regras de funcionamento da Comissão Municipal de Direitos Humanos, responsável por fazer a lista tríplice de candidatos ao cargo, e chamou nova eleição do colegiado. Com pouco tempo para as inscrições para as vagas, as entidades da sociedade civil pediram a prorrogação do prazo, que se encerrou no dia 17, para 5 de agosto, o que atrasou a elaboração da lista.O prefeito disse que pretende que a interinidade seja curta e adiantou o que espera do novo ouvidor: "Que seja independente, que esteja à altura da cidade de São Paulo, pronto para captar críticas e sugestões." Ele negou as acusações do ex-ouvidor, de que pretendia transformar a ouvidoria em um órgão obediente. "As críticas são muito bem-vindas e importantes para qualquer administração."Apesar do pouco tempo à frente do órgão, a advogada espera poder fazer um levantamento de demandas e pensar em projetos para sugerir ao novo ouvidor. "Quando temos uma visão do contexto, sempre podemos dar contribuições". Ela deverá comparecer nesta quarta à Ouvidoria para assumir o cargo. "Tenho que esperar a publicação no Diário Oficial", disse.Segundo a advogada, o ouvidor é muito importante para a cidade. "Ele tem a missão de acolher as reivindicações e dar desdobramento. Não é só ouvir. Tem que ouvir, elaborar e responder." Maria Lumena contou que já usou o serviço da ouvidoria como cidadã e teve êxito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.