Consuma com moderação

Carta 19.553Há 20 dias (carta de 6/2) pedi reparo de vazamento na Rua Rodrigo de Castro, mas até hoje não o fizeram. A Sabesp, que gasta tempo e dinheiro com campanhas publicitárias sobre a importância de economizar água, não se empenha em parar um vazamento que desperdiça litros d?água tratada por dia. Além disso, a água é absorvida pelo asfalto, se infiltra na parede de casa e invadiu minha garagem. Contatei a empresa pelo 195 (emergência) e também na Ouvidoria. Uma semana depois uma equipe vistoriou o local e confirmou que a infiltração decorre mesmo do vazamento, mas disse que no momento não tinha equipamento para fazer o reparo e que voltaria em seguida. Estou esperando até hoje... RICARDO CARNEIROJardim FontalisA Sabesp responde"Informamos que, no dia 14, nossos técnicos consertaram o o ramal de água no local, solucionando o problema apontado pelo leitor em sua carta para a coluna." JOSÉ JÚLIO PEREIRA FERNANDES Unidade de Negócio Norte O leitor comenta: Realmente, uma equipe veio consertar o buraco que se habia aberto na avenida, mas o problema, ao contrário do que diz o superintendente, não foi solucionado, pois o vazamento continua, não só na minha garagem mas, da mesma forma, agora em outras casas. Agradeço ao Estado e à coluna a solução do meu caso com a Sabesp, que após 4 meses e meio refez a minha calçada.BRUNO SPANÓVila MarianaCarta 19.554Mais vazamentosFaz algum tempo já, apareceu um vazamento na escada de acesso ao quintal de minha casa. Chamei a Sabesp, que limpou a manilha do esgoto, mas nas recentes chuvas o vazamento recomeçou, e no dia 28/1 tive de chamar a Sabesp de novo. Dessa vez era a manilha de esgoto da rua que estava entupida, vazando no cano da rua que vem para a casa. A Sabep veio e viu que a manilha estava quebrada, impedindo sua limpeza. Nesse tempo, o esgoto corre pelo meu quintal, que virou um esgoto a céu aberto de cheiro insuportável. Estou grávida de 6 meses e não tenho condições de ficar em casa, pois vomito só de sentir o cheiro. Uma atendente explicou que reparo de manilha é serviço complexo, que exige quebra da calçada e do asfalto, e maquinário e ferramental específico, e que leva ?10 dias úteis ou mais?. Se eu abrir novo pedido vou ter de esperar mais 10 dias? CLÁUDIA CARVALHO COSTAJardim PrudênciaA Sabesp responde:"Estivemos no local em 17/2, desobstruindo a rede de esgoto em toda a extensão da rua. Na casa da leitora houve diminuição do vazamento, segundo ela informou. O serviço foi feito dessa forma para evitar a abertura de uma vala na rua, mas o problema não foi totalmente resolvido, por se tratar de reparo na rede de esgoto a mais de 4 m de profundidade. O final do trabalho foi previsto para o dia 14. A reposição do asfalto, também de nossa responsabilidade, seria feita 72 horas após o final do conserto. Pedimos desculpas pelo transtorno causado."ROBERVAL TAVARES DE SouzaUnidade de Negócio SulCarta 19.555Cidadãos querem ajudarNós, moradores de dois condomínios na Rua João Avelino Pinho Mellão que fazem divisa com o reservatório da Sabesp da Vila Sônia, queremos pintar o muro divisório da estação com tinta latex branca (por nossa conta), para tentar melhorar o aspecto do ambiente. A pintura até já havia sido iniciada, mas, quando fomos retomá-la, um segurança nos parou e mandou pedir autorização à Sabesp para continuar. Portanto, peço que alguém da empresa se manifeste, para podermos dar um pouco mais de vida ao concreto sujo.FRANC KOVACVila SôniaA Sabesp responde:"Em ref. ao pedido enviado pelo sr. Kovac, em nome dos demais moradores, para pintar o muro na divisa com a área do reservatório Vila Sônia, no Butantã, e o condomínio onde moram, na Rua João Avelino Pinho Mellão, a Sabesp informa que o cliente foi autorizado a prosseguir com a pintura, lembrando apenas que não é permitido utilizar o espaço para a comunicação de nenhum tipo de informação, empresa, pessoa ou acontecimento, mas apenas para a simples pintura e conservação.''MILTON DE OLIVEIRA Unidade de Negócio OesteCorrespondência para São Paulo Reclama: e-mails para spreclama.estado@grupoestado.com.br; cartas para Av. Eng.º Caetano Álvares, 55, 6.º, CEP 02598-900 ou fax 3856-2929, com nome, end., RG e tel., a/c de CECILIA THOMPSON, podendo ser resumidas a critério do jornal. Cartas sem esses dados não serão consideradas. As respostas não publicadas serão enviadas pelo correio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.