Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Contador e comprador de drogas do PCC é preso

O homem encarregado da contabilidade e da compra e venda de cocaína do Primeiro Comando da Capital (PCC) está preso. A polícia localizou na sexta-feira ? num sítio em Embu-Guaçu, na Grande São Paulo ? Alex Ramos de Oliveira. Ele vinha sendo procurado havia meses por ser um dos principais integrantes do PCC em liberdade.Oliveira, segundo a polícia, é o homem de confiança de José Márcio Felício, o Geleião ? um dos chefes do PCC que cumprem condenação no presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes.O bandido, que fez parte do plano de atentado à bomba contra a Bolsa de Valores de São Paulo, foi localizado por meio de escuta telefônica dos celulares e telefones fixos dos integrantes do PCC nos presídios, dos bandidos em liberdade e de suas famílias.No sítio alugado por Oliveira para guardar drogas e armas do PCC, os policiais apreenderam um rifle, uma pistola e 17 quilos de cocaína.O diretor do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), Godofredo Bittencourt Filho, disse nesta segunda-feira que, num dos telefonemas gravados pela polícia, Oliveira mandou os ?batizados? da organização criminosa matarem o traficante José Nardi Filho, o Naíde. Ele é o dono da maior parte dos pontos-de-venda de drogas da zona sul de São Paulo.Naíde assaltou Oliveira em junho deste ano e roubou 20 quilos de cocaína do PCC, que seriam vendidos nos presídios. Quando soube que a droga era do PCC, Naíde devolveu para não ser morto. Mesmo assim, está jurado de morte e sendo procurado em todo o Estado.

Agencia Estado,

11 de novembro de 2002 | 23h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.