Continua a rebelião de presos em Goiânia

Dois agentes penitenciários ainda estão em poder de um grupo de detentos rebelados no maior presídio do Estado de Goiás. O grupo, formado por 25 presos de alta periculosidade, se rebelou ontem porque está em uma área isolada dos outros 1.500 detentos da Agência Prisional de Goiânia. Eles querem ser transferidos, mas a Secretaria da Segurança Pública teme que eles possam liderar uma rebelião envolvendo todo o presídio.Entre os rebelados está um dos integrantes da família Oliveira que, em dezembro de 1998, foi responsável pelo seqüestro de Wellington de Camargo, irmão dos cantores Zezé Di Camargo e Luciano. Segundo informações da TV Globo, as negociações devem ser reiniciadas agora de manhã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.