Continua tensa situação no presídio de Benfica, no Rio

A situação continua tensa em torno da Casa de Custódia de Benfica, na zona norte do Rio, onde uma rebelião de presos iniciada no sábado (29) já dura mais de 50 horas. Toda a área permanece cercada por policiais militares e há grande presença de familiares dos presos na praça em frente ao presídio.Alguns dos presos amotinados podem ser vistos nas janelas e, segundo a Agência Brasil, há pouco exibiram dois cartazes, um deles com os dizeres "toda cela que estiver desta forma poderá haver problemas", numa referência à mistura de presos de diversas facções num mesmo local. O outro cartaz diz: "A próxima vai ser em Bangu. Tira os alemão da cadeia. Água e óleo não se mistura".Também há pouco mães e mulheres de presos fizeram uma manifestação na Rua Couto de Magalhães, próximo à Casa deCustódia. As mulheres se ajoelharam no meio da rua, tentando impedir o tráfego de veículos. A polícia dispersou asmanifestantes. Segundo elas , o objetivo da manifestação era reivindicar a presença de um pastor conhecido como Marcos nanegociação com os amotinados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.