Contínuo soterrado tinha 13 papelotes de cocaína no bolso

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) confirmou no domingo que foram encontrados 13 papelotes de cocaína no bolso da calça do contínuo Cícero Agostinho da Silva, de 60 anos, a sétima vítima do desabamento ocorrido no canteiro de obras da futura Estação Pinheiros da Linha 4 do metrô, no dia 12. As evidências de que Cícero mantinha envolvimento com o tráfico de drogas já tinham surgido antes mesmo do corpo do contínuo ter sido encontrado e resgatado. No final da noite da última quinta-feira, após o corpo de Cícero ser retirado do local do desmoronamento, 13 papelotes com um pó branco foram encontrados no bolso da vítima quando peritos realizavam o exame cadavérico no Instituto Médico Legal (IML). A substância então foi enviada para o Instituto de Criminalística, que confirmou o que a polícia suspeitava. As evidências começaram a surgir após o sigilo telefônico do contínuo ser quebrado. Segundo o diretor-geral do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Domingos Paulo Neto, os investigadores, após rastrearem as últimas ligações feitas pelo contínuo, localizaram alguns usuários, que confirmaram ter recebido a droga das mãos de Cícero.De agora em diante, as investigações saem das mãos do DHPP e serão transferidas para o Departamento de Investigações sobre Entorpecentes (Denarc). Além dos papelotes, foram encontrados na roupa de Cícero um total de R$ 105,00 e documentos em uma carteira de couro.Matéria alterada às 4h26, para acréscimo de informações

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.