''Conto com o apoio de toda a base aliada''

Existe alguma pressão para que o sr. não concorra às eleições? Aceitaria prévias?

, O Estado de S.Paulo

21 Agosto 2011 | 00h00

Não há pressão, conto com o apoio de toda a base aliada, faço um bom trabalho. E, embora as prévias sejam um direito de qualquer filiado, o PT pede para evitá-las, uma disputa interna sempre deixa desgaste.

Como vê as especulações de uma eventual candidatura do seu padrinho político?

João Paulo é um quadro histórico do PT e espero que ele permaneça no partido. O momento é de construir pontes de diálogo. A Frente Popular, pela qual me elegi, é comandada pelo governador (de Pernambuco) Eduardo Campos, no nível estadual, e pela presidente Dilma, no federal. Em 2012 vamos fazer a discussão sobre a sucessão.

Que medidas o sr. tem tomado para reverter a avaliação negativa de seu governo?

Não há uma medida especial. Trabalhamos com paciência dentro do planejamento e em 2012 haverá visibilidade do que foi feito. Em parceria com os governos estadual e federal, temos hoje cerca de R$ 1 bilhão em caixa para realizarmos ações. A cidade vai perceber.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.