Contrato prevê 153 novas lombadas eletrônicas

A Prefeitura contratou duas novas empresas para operar a fiscalização do trânsito por meio de lombadas eletrônicas. Atualmente, a cidade conta com 100 equipamentos desse tipo, todos operados pela empresa Perkons, de Curitiba. Esse contrato venceria em 11 de outubro, sábado próximo, e foi prorrogado por até 60 dias para que a capital não ficasse sem o serviço. O novo edital prevê a contratação de 153 lombadas eletrônicas. Os dois primeiros lotes foram vencidos pelo Consórcio FS e pela Sitran Eletrônica, no valor de R$ 632 mil mensais. O terceiro lote ainda não foi definido porque uma das empresas participantes entrou com ação na Justiça. A Secretaria Municipal de Transportes não soube dar mais detalhes do contrato. Uma liminar da 5.ª Vara da Fazenda Pública da Capital também suspendeu a licitação dos 175 novos radares fixos. A Prefeitura fez um contrato de emergência para que os 30 aparelhos já instalados continuassem multando.

Naiana Oscar, O Estadao de S.Paulo

09 Outubro 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.