Convênio de secretaria de Florence foi investigado

Afonso Florence (PT-BA), novo ministro do Desenvolvimento Agrário, teve sua gestão como secretário de Desenvolvimento Urbano da Bahia questionada.

Tiago Décimo / SALVADOR, O Estado de S.Paulo

23 de dezembro de 2010 | 00h00

Uma denúncia, feita pelo deputado estadual Heraldo Rocha (DEM), apontava irregularidades em repasses de verbas da secretaria ao Instituto Brasil Preservação Ambiental, para qualificar trabalhadores e construir casas populares. O valor do contrato era de R$ 17,9 milhões. A entidade, comandada por uma fundadora do PT na Bahia, Dalva Selle Paiva, até abril deste ano não havia concluído nenhuma casa. Investigação do Ministério Público detectou um total de R$ 1,178 milhão em notas frias.

"Prestei todos os esclarecimentos. A denúncia é contra a prestação de contas de uma organização da sociedade civil. Havendo a responsabilização, essas pessoas responderão na forma da lei", disse Florence.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.