Coordenador do IPTU sofre atentado

O coordenador municipal de IPTU, Antônio Domingos Moreno Filho, foi vítima de um atentado na sexta-feira, quando chegava na casa de um primo, na Rua Maranhão, no Méier, zona norte da cidade, por volta das 22h30. Ele estacionava o carro quando dois homens em uma moto o abordaram e dispararam cinco tiros. Dois atingiram Moreno na barriga. Ele vinha sendo ameaçado de morte desde o início do ano, quando iniciou uma investigação sobre fraudes na arrecadação do IPTU. Moreno, que tem 42 anos, foi operado no Hospital Salgado Filho, no mesmo bairro, e transferido na tarde de ontem para o Barra D?Or, onde passou por uma bateria de exames. Seu estado inspira cuidados, mas ele está lúcido.O prefeito César Maia (PTB) esteve no hospital para visitá-lo e destacou a atuação do chefe de Polícia Civil, Álvaro Lins, que foi rápido em designar o delegado Carlos Henrique, titular da Delegacia de Homicídios, como o responsável pela investigação. Lins negou que a polícia tenha sido informada sobre as ameaças que Moreno estaria sofrendo, razão pela qual um esquema de proteção não foi montado.?Ele fazia uma devassa e a investigação vai começar por aí. Acredito que na segunda-feira teremos mais informações com a Prefeitura, para identificar quem teria interesse em eliminá-lo", disse o chefe de polícia, que, entretanto, não descartou a possibilidade de tentativa de assalto.Hackers - Assessores da prefeitura do Rio explicaram que as fraudes - cujo valor não foi divulgado - acontecem por meio de invasões no sistema de informática da Secretaria da Fazenda. Este esquema é semelhante ao que teria sido detectado e, mais tarde desbaratado, no primeiro governo de César Maia, tendo voltado a funcionar em 1999, durante a gestão de Luís Paulo Conde (PFL).Foi informado também que a família de Moreno voltou a receber ameaças na manhã de ontem, dizendo que o coordenador seria apenas a primeira de uma série de vítimas. O secretario municipal de Fazenda, Francisco de Almeida e Silva está no Chile.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.