Cordão do Bola Preta abre carnaval no Rio

O Centro do Rio foi invadido hoje por milhares de foliões, de crianças a idosos, do Cordão do Bola Preta, bloco que abre oficialmente o carnaval na cidade. Neste ano, ele trouxe pela primeira vez a modelo Luma de Oliveira, que trocou de vez a Marquês de Sapucaí pela Avenida Rio Branco, por onde segue o bloco. Desfilando em um dos quatro carros de som, ela acenava, sambava e distribuía autógrafos para a multidão, estimada em 150 mil pessoas, de acordo com os organizadores. Sem comentar sobre sua saída da Caprichosos de Pilares, ela confessou ter procurado o Clube do Bola Preta para armar um esquema de segurança para desfilar no chão. "Acabei vindo no carro porque acharam mais seguro", contou. "Mas eu tinha que vir. Essa é uma alegria genuína, uma oportunidade única de participar do carnaval de rua. Eu não imaginava que seria tão animado. Estou adorando." Ao lado de Luma, a rainha do Bola Preta, Aline Maria, de 20 anos, também estreava no bloco exibindo o uniforme alvi-negro. "Eu nunca imaginei que representaria um bloco como esse, com 88 anos de carnaval, e que a cada ano atrai mais e mais pessoas. É bonito ver que o carnaval antigo está voltando", disse. Comemorações Seguindo o carro de som, foliões de todas as idades, fantasiados e uniformizados com figuras do cartunista Lan, cantavam e dançavam ao som da banda. Havia pessoas de vários municípios do Estado, muitas vindo pela primeira vez. A folia até teve um casamento de mentira para celebrar o início do namoro de um casal, que se conheceu no Bola Preta, ano passado. Eles ganharam vários preservativos de presente dos amigos. A aposentada Maria Marnet comemorava seu aniversário de 66 anos sozinha, engolida pela multidão. "Tive que vir comemorar meu aniversário hoje, aqui, como eu gosto. É uma alegria muito boa", comentou. "São tantos anos que venho para o bloco que já perdi a conta." Um grande número de pessoas que chegou atrasado nem mesmo conseguiu lugar para seguir os carros de som. Segundo a organização do desfile do Bola Preta, cerca de R$ 70 mil foram gastos com seguranças, músicos e veículos. Desse valor, R$ 10 mil são recursos da prefeitura. Ainda ontem, pelo menos sete blocos estavam previstos para sair em diversos pontos da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.