Coronel diz que rebelião em Manaus foi contornada

Após nove horas de rebelião, o diretor da Penitenciária Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, em Manaus, coronel Fernando Oliveira, comunicou aos parentes dos presos, que se encontravam na porta do presídio, que a rebelião havia sido contornada. Segundo ele, quase todos os detidos já estariam dormindo em suas celas, e apenas parte de uma das alas ainda apresentava alguma resistência. Os cinco agentes penitenciários que estavam como reféns já teriam sido libertados, e somente alguns outros detentos continuavam sendo usados como reféns pelos rebelados. As informações que saem de dentro da cadeia pública de Manaus confirmam que a rebelião não provocou qualquer vítima fatal. Apenas um detento saiu ferido no início da rebelião, mas sem gravidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.