Corpo carbonizado achado no Rio não é de empresário paulista desaparecido

Fernando dos Anjos, de 42 anos, sumiu no último dia 5 após desembarcar no Aeroporto Santos Dumont

O Estado de S. Paulo,

16 Agosto 2012 | 22h39

RIO DE JANEIRO - A Polícia Civil do Rio concluiu que o corpo carbonizado encontrado em um Peugeot 306 abandonado na noite do dia 6 deste mês em Honório Gurgel, na zona norte da cidade, não é do empresário paulista Fernando Marcionílio dos Anjos, de 42 anos. Os investigadores, porém, descartam a hipótese de que ele ainda esteja vivo.

Morador de São Paulo, Anjos está desaparecido desde o dia 5, quando desembarcou, por volta do meio-dia, no Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio, com sua sócia Mônica Pett, de 38 anos. O corpo dela foi encontrado por volta das 21 horas do mesmo dia, abandonado em uma rua de Vigário Geral. A perícia constatou que ela foi morta por ação contundente na cabeça (paulada, por exemplo).

O motorista do táxi em que eles embarcaram ao sair do aeroporto para ir ao Grande Prêmio Brasil de Turfe já foi identificado e prestou depoimento nesta quinta-feira, 16, na Divisão de Homicídios. O conteúdo de suas declarações não foi divulgado.

Mais conteúdo sobre:
corpo carbonizado desparecido

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.