Corpo carbonizado pode ser de funkeiro desaparecido

MC Lula está desaparecido desde a quinta-feira; Polícia Civil realizará exames para identificar corpo

Agência Estado

13 de julho de 2008 | 16h02

A Polícia Civil vai realizar exames comparativos de arcada dentária e de DNA para identificar um corpo carbonizado encontrado no sábado, 12, na zona oeste da cidade, que pode ser do funkeiro Jorge Luiz da Silva, de 25 anos, o MC Lula, considerado desaparecido desde quinta-feira. Parentes de Silva teriam reconhecido no Instituto Médico Legal (IML) uma camisa que ele usava quando desapareceu. "Estamos investigando a possibilidade de ser o corpo dele. Os parentes foram ao IML, mas ainda não prestaram depoimento. Precisamos aguardar a realização do confronto de arcada dentária e do exame por DNA", disse o delegado adjunto da 34.ª Delegacia de Polícia, em Bangu, na zona oeste, Davi Rodrigues. Um inquérito foi instaurado para apurar o encontro do corpo carbonizado. Na quinta-feira, MC Lula almoçou por volta de meio-dia com a família no Recreio, na zona oeste. De lá, seguiu para Campo Grande, também na zona oeste, e tinha gravação marcada com o parceiro Naldo, mas não apareceu. O corpo carbonizado foi achado por policiais militares às 8h30 de sábado, perto de uma construção abandonada em Padre Miguel, na zona oeste. O carro do funkeiro, um Astra, não foi localizado pela polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
Rio de JaneiroPolíciaFunk carioca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.