Corpo de Bombeiros mantém plantão na Estação Pinheiros

Durante a retirada da grua da cratera na futura Estação Pinheiros do Metrô, o Corpo de Bombeiros vai manter 22 homens de plantão no local. Os bombeiros acompanham os trabalhos, que foram iniciados às 6h45 deste domingo para a retirada de uma estrutura metálica de 120 toneladas e 40 metros de altura.De acordo com a assessoria de imprensa da corporação, mesmo com a chuva que caiu pela manhã, não foram interrompidos os trabalhos de remoção de terra, lama e detritos. No sábado, os dois cães farejadores que auxiliam na operação deram um alarme de odor mais forte em um ponto próximo ao local de onde foi retirado um microônibus, apontando que lá poderia estar o corpo de Cíceo Augustino da Silva, de 58 anos, contínuo que está desaparecido desde o dia do acidente que deixou seis vítimas.Segundo os bombeiros, o alarme de sábado pode apenas estar relacionado aos restos dos mortos resgatados ao longo da semana. Mas a hipótese de encontrar mais uma vítima não está descartada.Três guindastes estão sendo utilizados na operação de desmontagem da grua. A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) interditou a pista local da Marginal Pinheiros às 23 horas de sábado, no sentido Interlagos-Castelo Branco, entre a ponte do Morumbi e a Rua Sumidouro. O acesso só será liberado às 5 horas de segunda-feira. A pista expressa foi interditada às 5 horas desde domingo e deve ser reaberta às 18 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.