Corpo de inglesa morta em GO será levado para Londres na 6ª

Despesas do traslado serão bancados por mulher inglesa que não quis ser identificada; acusado segue preso

Rubens Santos, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2008 | 19h10

Mais de 50 dias após o crime, o corpo da inglesa Cara Marie Burke, identificado pelo Instituto de Criminalística (IC) e liberado pela Justiça, será levado para Londres, nesta sexta-feira. O vôo, sem escalas, está programado para sair às 14h30 do Aeroporto de Brasília. As despesas do traslado foram arcadas por uma mulher inglesa que não quis ser identificada.   Veja também: Assassino de jovem inglesa pode pegar 40 anos de prisão em GO Mãe de inglesa esquartejada diz que brasileiro queria cidadania Após matar inglesa, acusado enviou fotos e torpedos por celular   Cara Burke, que gostava de futebol e andar de motos, foi morta e esquartejada, no dia 26 de julho, pelo goiano Mohammed D'Ali Carvalho dos Santos. Aos 17 anos de idade, deixou Londres para viver no apartamento alugado por Mohammed no início do ano.   Ajudado por um de seus amigos após esquartejar em cinco partes, Mohammed retirou o corpo do apartamento embrulhado num lençol, dentro de uma mala de viagem e sacos plásticos. Depois espalhou tudo numa área de 30 quilômetros. As partes foram identificadas por exames de DNA. O tronco, as pernas, os braços e a cabeça foram encontrados em estado de putrefação.   Réu confesso, Mohammed D'Ali está preso no Núcleo de Custódia da Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia (GO) aguardando julgamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.