Corpo de jovem desaparecida é encontrado carbonizado no PR

Cinco delegacias vão investigar a morte da universitária, encontrada com o corpo nu e com marcas de bala

Fabiana Marchezi, do estadao.com.br,

24 Agosto 2007 | 12h40

O corpo da estudante Ana Claudia Caron, de 18 anos, foi encontrado carbonizado na tarde de quinta-feira, 23, por um catador de papel. Ana Claudia estava desaparecida desde a noite de terça-feira, 21, quando saiu de casa para ir à academia de ginástica. A jovem foi raptada quando estacionava seu carro em frente à academia.  Ana Claudia estudava Educação Física da Universidade Federal do Paraná. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Paraná, o corpo foi localizado carbonizado, baleado e sem roupas, embaixo de uma linha de alta tensão, às margens da Rodovia dos Minérios, em Almirante Tamandaré, na Região Metropolitana de Curitiba.  O secretário da Segurança Pública do Estado, Luiz Fernando Delazari, determinou a criação de uma força-tarefa para prender o responsável pela morte da jovem. A operação vai contar com cinco delegacias: o Grupo Tático Integrado de Repressão Especial (Tigre), o Centro de Operações Policiais Especiais (COPE), a Delegacia do Adolescente, a Delegacia de Furtos e Roubos e a Delegacia e Furtos e Roubos de Veículos. Ainda segundo a SSP, a polícia não quer divulgar informações durante a investigação, a possibilidade de seqüestro está descartada, já que desde o sumiço da jovem, a família não recebeu qualquer pedido de resgate. Entre as hipóteses levantadas pela polícia estão seqüestro relâmpago, latrocínio ou vingança.

Mais conteúdo sobre:
jovem desaparecida

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.