Corpo de jovem operada nos EUA será enterrado no domingo

O corpo da goiana Fabíola Barbosa de Paula, de 23 anos, deverá chegar por volta da meia-noite deste sábado, 5, em Goiânia. Fabíola morreu no último domingo, em conseqüência de uma lipoaspiração, feita pelo médico Luis Carlos Ribeiro, no porão de uma casa na cidade norte-americana de Framingham, em Massachussets."A previsão é a do avião aterrissar em Goiânia à meia-noite de amanhã", disse Orlando de Paula, pai de Fabíola. "Depois será feito o traslado até Sanclerlândia (a 130 quilômetros de Goiânia), onde será o enterro, no domingo", disse o advogado de 56 anos.A chegada do corpo também permitirá à família e às autoridades brasileiras saber detalhes sobre as circunstâncias em que ocorreu a morte de Fabíola. Isto porque será liberado o resultado da autópsia, que indicará o que deu errado na cirurgia feita por Luiz Carlos Ribeiro.O médico, de 49 anos, que não tinha autorização para trabalhar nos EUA, e tampouco é especializado em cirurgia plástica, foi detido pela polícia juntamente com sua mulher, Miranda.Caso CaronO caso de Fabíola e do médico Luiz Carlos abriu o debate sobre outro caso - o do médico paulista Denísio Marcelo Caron, que mesmo sem comprovar especialização obteve o título de especialista no Conselho Regional de Medicina (CRM) e foi recebido como membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), ambos em Goiás.O resultado das cirurgias de Caron, no período entre 23 de março de 2000 e 14 de janeiro de 2001 foram: quatro pacientes mortos e 17 que passaram por cirurgias para reparação de seqüelas estéticas, até o mês de setembro de 2002, segundo dados da Procuradoria Geral da República, em Goiás.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.