Corpo de piloto morto em show aéreo será sepultado à tarde

O corpo do tenente-coronel Jarbas Alencar Terres Dutra será sepultado agora à tarde, em Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul. Ele morreu ontem, após a queda do avião que pilotava durante show da programação de aniversário da Base Aérea de Santa Maria. O monomotor T-25 Universal, matrícula FAB 1939, era o último a se apresentar para cerca de 25 mil pessoas que visitavam a Exposição Aeronáutica 2003 (Expoaer), da Força Aérea Brasilei ra (FAB). Depois de vários vôos rasantes, bateu no solo a 200 metros de onde estava o público e explodiu. Não houve feridos entre os visitantes. A FAB instaurou inquérito para investigar as causas do acidente e espera conclui-lo em 30 dias. Os motivos da queda ainda não foram apurados, mas acredita-se que ocorreu durante uma manobra. O tenente-coronel Dutra, de 41 anos, era casado e deixou duas filhas pequenas. Ele chefiava o esquadrão de Comando da Base de Santa Maria e era o coordenador-geral da Expoaer. Com 24 anos na FAB, Dutra era considerado muito experiente pelos colegas, que afastaram a hipótese de erro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.