Corpo de PM morto por picadas de abelhas é achado em favela de São Gonçalo

Colmeia foi atingida durante tiroteio entre PMs e traficantes; dois policiais ficaram feridos

Marcelo Gomes, O Estado de S. Paulo

22 de agosto de 2013 | 10h02

RIO - Desaparecido desde a tarde de quarta-feira, 21, após um ataque de abelhas durante um tiroteio com traficantes, o sargento da Polícia Militar Eliésio Figueiredo foi encontrado morto, na manhã desta quinta, 22, na Favela do Salgueiro, em São Gonçalo, cidade da Região Metropolitana do Rio.

Os PMs do 7º Batalhão (São Gonçalo) faziam uma operação de repressão ao tráfico na localidade conhecida como Conjunto de Marinha. Houve confronto com os criminosos. Um tiro atingiu uma árvore, onde havia uma colmeia. As abelhas atacaram pelo menos três policiais. Mesmo picados, dois colegas de Figueiredo conseguiram escapar, mas ele ficou para trás. Os dois feridos foram atendidos no Hospital Central da PM, no Rio, e passam bem.

Inicialmente achava-se que Figueiredo havia sido baleado durante o confronto. Entretanto, a Polícia Militar confirmou nesta manhã que ele morreu em decorrência das picadas das abelhas. O corpo do soldado foi localizado próximo a um manguezal. As buscas contaram com apoio de um helicóptero, de um veículo blindado, conhecido como "Caveirão", e de cães farejadores.

Ainda segundo a PM, dois suspeitos de envolvimento com o tráfico morreram durante a troca de tiros. Foram apreendidos dois fuzis e drogas. O registro de ocorrência foi feito na 73ª Delegacia de Polícia (Neves).

Tudo o que sabemos sobre:
Violência Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.