Corpos das vítimas de acidente em Minas chegam a Belo Horizonte

Os corpos das 21 pessoas, entre elas sete crianças, que morreram no acidente com um ônibus da empresa Wiltler Turismo na última terça-feira, foram transferidos nesta quinta-feira de Diamantina para o Instituto Médico-Legal (IML), de Belo Horizonte. Familiares das vítimas estiveram na capital mineira para ajudar na identificação. Até o final da tarde, os médicos já haviam identificado oito corpos. Apenas um havia sido liberado. De acordo com o hospital Nossa Senhora da Saúde, em Diamantina, 30 pessoas continuam internadas. Outras cinco permanecem no Pronto Socorro João XXIII, em Belo Horizonte.O ônibus, que estaria levando 63 pessoas de São Paulo para o Ceará, caiu em uma ribanceira de aproximadamente 15 metros, num trecho da BR-367, entre as cidades de Diamantina e Couto de Magalhães de Minas, na região do Alto do Jequitinhonha. Os corpos identificados no IML são de Luiz Eris Nogueira; Raimundo Almeida Holanda; Francisca Nelma Marques; Landsteiner Clemente Freitas; Ana Martins de Lima; Ana Maria Ferreira Marques; Vanderli Pereira da Silva e Maria Lúcia de Souza. Uma equipe chefiada pela Polícia Militar foi designada para dar assistência social e de apoio às vítimas e familiares.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.