Corpos das vítimas do acidente no interior de SP serão liberados hoje

Ônibus de turismo levava 42 pessoas pessoas, vindas de Santo Antonio do Descoberto (GO) em direção a Aparecida; dez delas morreram no desastre

Gerson Monteiro, Especial para o Estado, TAUBATÉ,

16 Novembro 2011 | 14h22

Os corpos das dez vítimas fatais do acidente desta terça, 15, na Rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro (SP 123), em Pindamonhangaba (SP), ainda não foram liberados pelo Instituto Médico Legal de Taubaté. A expectativa de familiares é que sejam liberados todos agora no período da tarde.

Raimundo Leonard Bezerra, vereador e secretário de obras da prefeitura de Santo Antonio do Descoberto (40 Km de Brasília), é quem organizou o reconhecimento dos corpos no IML. Fotos dos corpos foram enviadas pela internet por volta de 3h da manhã para o reconhecimento por familiares, que procuraram a secretaria da paróquia da cidade para buscar informações sobre os passageiros.

"A cidade parou, é uma cidade muito religiosa. O prefeito me mandou para cá resolver tudo, estamos dando toda a assistência necessária aos familiares", disse Bezerra, que chegou em Taubaté na madrugada desta quarta-feira.

A cidade, que está de luto, deverá realizar um funeral coletivo a partir de amanhã. O traslado dos corpos de Taubaté a Santo Antonio do Descoberto será feito de avião, de acordo com Bezerra.

O acidente, que aconteceu 500 metros depois do túnel na descida da serra, teve 10 vítimas fatais, sendo que duas crianças morreram no local do acidente: Lara Gabrieli, de 3 anos, e Fernanda Peixoto, de 11 anos.

De acordo com o delegado Carlos Prado Pinto, de Pindamonhangaba, responsável pelas investigações, mesmo com a habilitação vencida o motorista foi liberado. As causas do acidente serão investigadas com base na perícia técnica que esteve no local.

Das vítimas encaminhadas para o hospitais da região do Vale do Paraíba, 5 permanecem internadas no Hospital Regional de Taubaté, sendo que três deverão continuar hospitalizadas por conta de fraturas ou outras duas devem ter alta ainda hoje. No hospital de Pindamonhangaba segue uma vítima internada em observação. Em Campos do Jordão, 6 pessoas continuam em observação. Apesar das fraturas, nenhuma das vítimas internadas corre risco de morte.

Lista das vítimas fatais:

 

Deocilo Alves Rabelo (organizador da excursão)

Divina Ferreira Uranir

Fernanda Peixoto, 11 anos

Gercino José da Silva

Izabel Maria Pereira

José Landoaldo Rezende

Josefa Maria da Conceição Silva

Lara Gabrieli, 3 anos

Neusa da Silva de Oliveira

Sônia Pereira

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.