Corpos de militares mortos na Antártica devem ser entregues hoje às famílias

Enterros serão realizados na Bahia e no Rio

estadão.com.br

12 Março 2012 | 09h01

SÃO PAULO - Os corpos dos dois militares mortos durante o incêndio na Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF), no fim de fevereiro deste ano, devem ser liberados nesta segunda-feira, 12, pelo Instituto Médico-Legal (IML) fluminense.

 

Segundo a Marinha do Brasil, a identificação dos corpos dos militares falecidos foi realizada por meio de exames de DNA, no Instituto de Pesquisa e Perícia em Genética Forense (IPPGF) no Rio de Janeiro. Depois de liberados pelo IML, os corpos serão entregues às famílias para a realização dos funerais.

 

O corpo do Segundo-Tenente Carlos Alberto Vieira Figueredo será enterrado em Vitória da Conquista, na Bahia, e o do Segundo-Tenente Roberto Lopes dos Santos, no Rio de Janeiro. Em nota, a Marinha do Brasil afirma que continua prestando todo o apoio necessário às famílias dos militares falecidos.

 

O incêndio acabou com 70% do complexo de 2.600 metros quadrados, incluindo o edifício principal e alguns laboratórios e deixou dois militares mortos. No momento do incêndio havia cerca de 60 pessoas na estação, entre militares e cientistas. A base começou a operar em 1984 e destina-se à investigação científica sobre mudanças climáticas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.