AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Corpos de piloto e tripulante do voo 447 são identificados

Equipes de busca recolheram 50 corpos de vítimas; relatório preliminar deve ser publicado no próximo dia 2

Daniela Fernandes, BBC

25 de junho de 2009 | 08h27

A Air France afirmou nesta quinta-feira que o corpo do piloto e de um tripulante do Airbus 330, que caiu em 31 de maio, foram identificados entre os corpos resgatados pelas operações de busca.  Em uma nota à imprensa, o diretor-geral da companhia aérea, Pierre-Henri Gourgeon, prestou suas condolências às famílias dos funcionários da empresa.  

 

Veja também

lista Todas as notícias sobre o Voo 447

especialEspecial: Os desaparecidos do voo 447

especial Especial: Passo a passo do voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas do Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: buscas da FAB pelo Voo 447

mais imagens Galeria de fotos: homenagem às vítimas

especialCronologia das tragédias da aviação brasileira

especialCronologia dos piores acidentes aéreos do mundo

A nota, de apenas dois parágrafos, não fornece o nome das duas vítimas. Segundo órgãos da imprensa francesa, o piloto seria Marc Dubois, de 58 anos. De acordo com a Air France, o piloto do Airbus 330 tinha 11 mil horas de voo. Dessas, segundo a Air France, 1,7 mil tinham sido acumuladas em aviões Airbus A330 e A340.

Segundo Jean Serrat, presidente da associação de pilotos PNT 65 – que defende a possibilidade de pilotos trabalharem além do limite legal de 60 anos, fixado pela lei francesa–, Dubois estava a dois anos da aposentadoria e era membro da associação.

Serrat, que conheceu Dubois em 1988, disse à BBC Brasil que ele havia se tornado piloto de voos de longa distância em 2005 e começado a pilotar o modelo de Airbus 330 em 2007. Ainda segundo Serrat, o comandante morava nos arredores de Paris e começou sua carreira na companhia Air Inter, uma filial da Air France que foi posteriormente incorporada em uma fusão.

"O que Marc Dubois mais gostava de fazer, acima de tudo, era pilotar aviões. Para ele, pilotar um avião não era trabalho", disse Serrat.

O Airbus da Air France transportava 228 pessoas de 32 nacionalidades, entre passageiros e tripulantes. O voo deixou o Rio de Janeiro com destino a Paris no dia 31 de maio às 19h30 (horário de Brasília). Às 22h48, o avião saiu da cobertura do radar de Fernando de Noronha.

As equipes de busca recolheram 50 corpos de vítimas, além de destroços e bagagens, até o momento, mas os trabalhos continuam e não têm data para serem encerrados.

O BEA, órgão francês que investiga as causas do acidente, informou, nesta quinta-feira, que divulgará o primeiro relatório preliminar sobre o acidente no dia 2 de julho.

Enquanto isso, prosseguem também as buscas pelas caixas pretas, cujos sinais são emitidos por no mínimo 30 dias, de acordo com o BEA.

Em nota na quarta-feira, o Comando da Marinha e o Comando da Aeronáutica informaram que não foram localizados mais corpos de vítimas do voo 447 da Air France.

 
BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.