Corpos de pilotos do Boeing da Gol são encontrados

Os corpos do comandante Decio Chaves Junior e do co-piloto Thiago Jordão Caruso, tripulantes do vôo 1907 da Gol que caiu na última sexta-feira, foram encontrados dentro da cabine do avião localizada na manhã desta terça-feira, 3, de acordo com o Centro de Comunicação da Aeronáutica. Os trabalhos de resgate foram reiniciados a partir das 9 horas desta terça-feira. Nesta segunda-feira, 2, o comandante da Aeronáutica, brigadeiro Luiz Carlos da Silva Bueno, em entrevista coletiva junto com o ministro da Defesa, Waldir Pires, afirmou que cerca de 100 corpos de vítimas da queda do Boeing 737-800 da Gol na selva amazônica já haviam sido encontrados pelas equipes que trabalham no local. O resgate de todos os corpos devem ser concluídos em até uma semana. O ministro Waldir Pires, porém, evitou fazer uma previsão sobre o dia em que o resgate será concluído devido à dificuldade de acesso ao local pelo fato dos rios serem de difícil navegação e da mata ser densa . "Queremos trazê-los o mais rápido possível", disse o ministro. IdentificaçãoOs dois primeiros corpos resgatados no domingo devem chegar nesta terça a Brasília. Eles não tinham documentos que os pudessem identificar, mas as roupas e alguns objetos pessoais que portavam podem ajudar a resolver o problema.À medida que são resgatados, os corpos são levados para a Base da Serra do Cachimbo, no sul do Pará, onde passam por perícia. Nos casos em que forem necessários exames mais sofisticados, como o de DNA, haverá a remoção até os IMLs de Brasília e Cuiabá. Depois, os corpos serão entregues às famílias. Dez legistas trabalham na identificação. Por suas características e número de vítimas, o acidente foi o mais devastador da história da aviação brasileira. O diretor do IML em Brasília, Flávio de Souza Bezerra, estima que a identificação completa possa levar até três meses.NotaInformada de que os corpos haviam sido encontrados, a Gol afirmou que a companhia "depositava neles toda a confiança e tem certeza absoluta de que fizeram tudo que era possível para salvar a vida de todos os que estavam a bordo do vôo 1907?, diz a nota em nome do comandante David Barioni Neto, vice-presidente técnico da companhia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.