Corpos de vítimas do avião da Gol são enterrados em Brasília

Os corpos de três das 154 vítimas do pior acidente aéreo ocorrido no País foram enterrados na tarde desta sexta-feira, 6, no Cemitério de Brasília. As cerimônias de sepultamento dos corpos dos passageiros Francisco Chagas Loiola, Mário Lleras e José Inácio Ferreira Trindade foram em horários seguidos: Entre 17h e 17h30. Familiares e amigos de Francisco Loiola, que já deixavam o local, chegaram a encontrar o cortejo que começava a ser feito por parentes de Lleras. Cerca de 200 pessoas compareceram às três cerimônias."Nosso amor vai além da vida", afirmou Jaqueline, num discurso de despedida feito para o marido, Francisco Chagas Loiola, o primeiro corpo a ser sepultado. Ao lado de seus três filhos e do pai de Francisco, ela contou que antes da viagem seu marido havia pedido para que ela acendesse uma vela para proteger sua viagem. "Ele não queria acender, pois dizia que minha fé era maior", contou.O sepultamento do corpo do analista de finanças José Inácio Ferreira Trindade foi acompanhado também por um grande número de pessoas. Durante o cortejo, a mulher do Trindade, Luciene, cantou três músicas, emocionando os presentes. Um amigo da família a acompanhava no violão.O enterro do corpo de Décio Chaves Júnior, piloto do Boeing, também estava inicialmente marcado para ser realizado na tarde desta sexta, em Brasília. Mas como houve atraso do traslado do corpo da Serra do Cachimbo para Brasília, o sepultamento foi adiado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.