Correnteza em cachoeira deixa 2 mortos e 1 desaparecido

Bombeiros de Passos, no sul de Minas, localizaram, ontem, os corpos de Taísa Parreira de Souza, de 5 anos, e de Luana Aparecida Gomes, de 26, vítimas de enchente que, na tarde de domingo, arrastou um grupo de turistas paulistas em uma cachoeira no município de São João Batista do Glória, a 372 quilômetros de Belo Horizonte. Cesimar Onesi Fernandes, de 26 anos, permanecia desaparecido.Os bombeiros conseguiram resgatar 13 pessoas após uma forte chuva ter feito subir o nível das águas do ribeirão Quebra Anzol, nas proximidades da Cachoeira do Filó.O local fica abaixo da região conhecida como Chapadão da Zagaia, que faz parte do complexo da Serra da Canastra, no sul do Estado de Minas.Segundo testemunhas, a forte chuva fez com que o volume de água da cachoeira subisse cerca de seis metros em poucos minutos. No momento da enchente, aproximadamente 80 pessoas estavam nas margens do ribeirão; 16 foram levadas pelas correntezas.De acordo com o Corpo de Bombeiros, o grupo de turistas saiu de Jardinópolis e de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, para passar o feriado de carnaval na região do sul de Minas. Uma parte estava hospedada em um condomínio, e a outra acampou nas proximidades do ribeirão. Os bombeiros reiniciaram as buscas às 5 horas da manhã de ontem. O corpo de Taísa foi localizado logo cedo, preso em alguns galhos, distante cerca de três quilômetros abaixo da cachoeira. As buscas estavam sendo dificultadas pela chuva constanteO corpo de Luana foi localizado no final da tarde pelos bombeiros. As buscas por Fernandes serão retomadas hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.