Corretor assassina namorado da ex em bairro nobre de SP

Um comerciante foi morto a tiros, na noite de ontem, pelo ex-marido da namorada em Higienópolis, bairro nobre da capital paulista, região central da cidade. Eduardo Forte Braite, de 48 anos, foi assassinado com um tiro na cabeça. O crime ocorreu na garagem do edifício localizado, na Avenida Angélica, e foi cometido pelo corretor de imóveis Caio Sérgio Vicente de Azevedo Toledo, de 52 anos, que está foragido. Segundo a Polícia, Braite era namorado da síndica do condomínio, Gisella dos Santos Leite Toledo, ex-mulher do corretor de imóveis. Às 21h45 de quinta-feira, Caio Sérgio foi até o edifício para visitar as duas filhas, que moram junto com a ex-mulher, de quem está separado há dois anos. Ao chegar ao local, o corretor percebeu que o veículo do atual namorado de sua ex-mulher, um Fiat Palio, estava na garagem, apesar da síndica estar viajando. Irritado, ele se retirou e retornou com gasolina adquirida em um posto próximo, com a qual pretendia incendiar o veículo. O porteiro impediu que o corretor queimasse o carro e interfonou ao apartamento, pedindo ao comerciante que descesse e o retirasse da garagem. Eduardo Braite foi até a garagem, onde o corretor deu início a uma discussão. Tentando apartar a briga, o porteiro afastou o comerciante da garagem, mas Caio Sérgio insistiu. Quando Braite foi até o carro, com a intenção de deixar o prédio, o corretor sacou uma arma, o perseguiu e disparou, atingindo a cabeça do comerciante. Um resgate do Corpo de Bombeiros foi acionado, e a vítima foi levada para o pronto-socorro da Santa Casa de Misericórdia, onde morreu. O corretor de imóveis Caio Toledo fugiu e está sendo procurado. Mesmo assim, ele foi indiciado, por homicídio qualificado, pelo delegado Stefan Uszkurat, do 77º Distrito Policial, em Santa Cecília.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.