Corretor é preso após manter ex-namorada refém no RS

Mulher ficou 30 minutos presa e depois conseguiu fugir; homem só se entregou depois de 12 horas

Elder Ogliari, O Estado de S.Paulo

27 de outubro de 2009 | 11h42

Um corretor de seguros de 44 anos manteve a ex-namorada de 43 anos como refém por alguns minutos e depois passou 12 horas trancado no apartamento dela até se entregar à polícia na manhã desta terça-feira, 27, no bairro Tristeza, na zona sul de Porto Alegre.

 

O casal já havia encerrado o relacionamento, mas se encontrou para jantar na noite de segunda-feira. As primeiras informações tomadas pela polícia indicam que, ao ver uma página de relacionamento da mulher na internet, o homem ficou com ciúme e trancou a porta do apartamento, impedido a saída da ex-namorada.

 

Cerca de 30 minutos depois, a mulher aproveitou-se de uma distração do homem e fugiu pela sacada, com auxílio do zelador do edifício. A Brigada Militar cercou o local e tentou persuadir o corretor de seguros a sair. Somente ao amanhecer, com a chegada de um advogado, ele aceitou entregar a arma que portava, deixou o apartamento e foi conduzido a uma delegacia e autuado em flagrante por cárcere privado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.